Quem foi Eliseu

2 Reis 4.8, 9, 42, 43, 44; 5.8, 15, 16


   Eliseu viveu por volta de 850 a.C. era filho de Safat, residia em Abelmeola, uma cidade provavelmente situada no vale do Jordão. Foi ali que Elias o encontrou lavrando a terra, pois era essa a sua profissão. A partir daí, Eliseu se tornou discípulo do profeta Elias, e posteriormente seu sucessorEliseu marcou positivamente sua geração, deixando um legado biográfico até os dia atuais. Por isso gostaria de convidá-lo a meditar comigo um pouco mais sobre:

 

QUEM FOI ELISEU


1º UM HOMEM DE BOM TESTEMUNHO (2Rs 4.9)

   A santidade produzida pela presença de Deus podia ser vista na vida de Eliseu – “VEJO” v9. Mesmo vivendo em uma época marcada pela apotasia e idolatria, onde a degradação moral era muito grande [1], Eliseu não se contaminou, mantendo sempre firme sua postura piedosa diante de Deus e da sociedade.

   Sua vida de santidade era evidente a todos a sua volta. Nas palavras de Calvino, “o chamado de Deus traz consigo [a exigência de] santidade2Como você tem sido visto pelas pessoas com quem se relaciona?

 

2º UM HOMEM CUJA FÉ ERA BASEADA NA PALAVRA DO SENHOR (2 Rs 4.43)


   Sua confiança não provinha de otimismo; sua fé estava baseada na promessa do Senhor – “porque assim diz o Senhor: Comerão e sobejará”;

   O verdadeiro profeta não diz o que ele quer e o Senhor cumpre; mas ele cumpre dizendo o que o Senhor o mandou falar. Deus sempre cumpre o que Ele diz (v 44), pelo que sempre podemos Nele confiar – “Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará”, (Sl 37.5);

   Portanto, creia na palavra de Deus que Ele te abençoará!



3º UM HOMEM QUE NÃO SE DEIXOU SEDUZIR PELOS FAVORES
MONETÁRIOS (2 Rs 5.16)


   Jesus disse: “digno é o obreiro do seu salário” (Lc 10.7);
Paulo disse: “Assim ordenou, também, o Senhor, que os que anunciam o evangelho vivam do evangelho” (1 Co 9.14); 

   No entanto, o mesmo Paulo enfatizou: “Mas os que querem ser ricos caem em tentação e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína”.

   Eliseu sabia que como profeta era digno do seu salário, mas não usou isso para obter favores pessoais. Como são diferentes os pregadores da prosperidade; que atrelam o favor divino à entrega de ofertas estipuladas, ou que buscam favores para si mesmos.

   O dinheiro não é a raiz de todo mal como dizem alguns, mas o amor ao dinheiro sim (1 Tm 6.10). Não podemos nos deixar levar pela ganância, mas sim vivermos na dependência de Deus!

 

CONCLUSÃO


Eliseu marcou sua geração positivamente, como sendo um grande homem de Deus; e nós, como seremos lembrados?

 

Pastor Patrick

 

 


 

[1] A promiscuidade era algo muito comum nas religiões pagãs, que normalmente contavam com as prostitutas cultuais.

[2] Lawson, Steven J., A Arte Expositiva de Calvino, p. 53, Editora Fiel, São José dos Campos, SP, 1ª edição em português ©Editora Fiel 2008 1ª reimpressão: 2010.